A multinacional Reivax firmou contrato com a canadense Elera Renováveis (ex-Brookfield) para fornecer o sistema PPC (Power Plant Controller) para controle de usinas solares fotovoltaicas no parque Alex, em construção em Limoeiro do Norte (CE).

O complexo de energia solar foi adquirido pela Elera Renováveis por cerca de R$ 1 bilhão em janeiro do ano passado e terá 278 MW de potência instalada. A previsão é que comece a operar em 2022.

“A conquista dessa parceria certamente representa um marco para a Reivax, porque a empresa acaba de lançar uma solução de controle exclusivo para o mercado de energias renováveis. Isso demonstra a confiança e segurança que a Elera tem em nossa tecnologia. Já temos outras propostas para projetos similares e desejamos expandir nossa participação em solar. Acreditamos que este mercado poderá representar em torno de 25% das receitas da empresa até 2025”, afirma Fernando Amorim da Silveira, CEO da Reivax.

Para atender a demanda, a Reivax produziu toda a estrutura do PPC em sua sede em Florianópolis (SC) e transportou o equipamento de mais de 200 quilos por cerca de 3,5 mil quilômetros até a cidade onde está localizado o parque solar.

A instalação do equipamento deverá ser concluída no segundo semestre deste ano e, iniciada a operação, ficará responsável por controlar todos os requisitos da rede elétrica na planta solar.

Com isso, o PPC vai orquestrar a atuação conjunta de inversores solares de modo a combinar a energia gerada pelos inúmeros painéis solares fotovoltaicos de Alex para entregar esta energia ao SIN (Sistema Interligado Nacional). 

Investimentos no Brasil

O parque Alex é um investimento importante do fundo canadense Brookfield no Brasil, que projeta aplicar cerca de R$ 4,5 bilhões em energia fotovoltaica, incluindo os complexos solares de Janaúba (MG) e Aratinga (CE).

Atualmente, o Brasil é um dos maiores mercados em desenvolvimento em geração de energia solar, com expectativa de crescimento da GC (geração compartilhada) de 3 GW em 2020 para 17 GW em 2030. Projeções de mercado indicam que os investimentos serão na ordem de R$ 25,8 bilhões nos próximos quatro anos.

Source link