A distribuidora de equipamentos fotovoltaicos Go Solar, no Brasil prevê atingir um faturamento de R$ 500 milhões até o fim de 2021, o equivalente à venda de 200 MW de equipamentos ao setor de energia solar.

Além da parceria com grandes fornecedores de inversores, como a SMA, Fronius e Solis, a Go Solar também está ampliando seu portfólio para atender grandes instalações com novos módulos de alta potência, de 450 a 550 watts, monofaciais ou bifaciais da Jinko Solar e Trina Solar.

Os novos módulos foram desenvolvidos para atender grandes instalações, como as usinas de solo que serão o grande foco no futuro próximo do segmento.

“A Go Solar já está se antecipando a essa tendência entrando num novo patamar de mercado, ampliando o range de produtos ainda para o próximo trimestre”, destaca Davi Saadia, CEO da Go Solar.

Leia também: Jean Tremura assume diretoria da Go Solar

As grandes instalações de solo, como parques solares e fazendas solares, envolvem painéis robustos de alta eficiência energética. Para dar suporte a esse crescimento, a Go Solar também vai triplicar a capacidade de seu warehouse atual em abril.

No ano passado, mesmo com o início da pandemia provocada pelo coronavírus, a Go Solar conseguiu alcançar a meta planejada para 2020, retomando o ritmo de suas operações a partir de junho. A Go Solar é braço da Golden distribuidora já consolidada no mercado de produtos de informática que planeja faturar R$ 1,16 bilhão em 2021.

Source link