O exército dos Estados Unidos desenvolveu um drone híbrido chamado Hybrid Tiger movido a energia solar, com autonomia de 24 horas. 

O equipamento é composto por módulos fotovoltaicos pequenos, para absorção da energia, e células de hidrogênio, para alterar a propulsão do equipamento. 

Além disso, o drone tem um software inteligente que altera os módulos operacionais do equipamento conforme a previsão do tempo e oportunidades de captação de energia solar.

Segundo o laboratório de pesquisa naval dos Estados Unidos, o drone conseguiu alcançar a marca de sobrevoar por 24 horas seguidas e passando por condições adversas – frio e ventos.

Após o período de teste, foi possível identificar que a ferramenta seria útil para as áreas militares e áreas agrícolas, onde serviria para o uso de monitoramento, porém os Estados Unidos ainda não se pronunciaram se vão liberar o uso do veículo para civis.

Segundo a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), o Brasil já utiliza este tipo de equipamento para o monitoramento de grandes propriedades, sendo mais de 30 modelos de drones certificados pela agência e 40 modelos em processo de certificação do equipamento.

Source link