A Jinko Solar e JA Solar anunciaram que vão investir RMB 315 milhões (US$ 48,7 milhões) de capital monetário na Xinte Energy, localizada na Mongólia Interior, para ter acesso prioritário ao polissilício. 

O aporte será utilizado para a construção de uma linha de produção do material com capacidade anual de 100 mil toneladas – programada para começar neste trimestre e que deverá levar 18 meses para ser concluída. Como resultado, ambas terão uma participação de 9% na empresa. 

“A Xinte é líder em tecnologia de polissilício e operações industrializadas. Estamos muito satisfeitos em estender esta parceria estreita com eles e permanecemos totalmente confiantes sobre o crescimento acelerado da indústria fotovoltaica nos próximos anos”, disse Kangping Chen, CEO da Jinko Solar.

Segundo o executivo, a companhia acredita que este investimento não é apenas uma estratégia de crescimento sólido, mas ajudará a estabilizar o fornecimento de material de silício e reduzir a volatilidade da cadeia de fornecimento.

“Ao cooperar com fabricantes especializados de upstream, continuaremos a fortalecer as vantagens de nossa capacidade integrada e a solidificar a base para a produção em massa de módulos de alta eficiência ano após ano”, ressaltou. 

Para Fernando Castro, country manager da JA Solar Brasil, devido ao enorme crescimento da demanda mundial de painéis fotovoltaicos, bem como de todas as soluções relacionadas às renováveis, este acordo com a Xinte é estratégico.

“É fundamental para a JA ampliar o leque de fornecedores de polissilício, de modo a garantir o crescimento desejado e sustentável da empresa (target de capacidade produtiva 60 GW/ano até final de 2025) e fornecimento constante e estável aos nossos clientes”, concluiu.

Source link