A fabricante de painéis solares BYD lançou na SNEC 2021 seu novo painel solar UHP (ultra-high power). Segundo a empresa, com tecnologia de meia célula MBB, a potência máxima pode chegar a 665 W. 

Ainda de acordo com a empresa, os novos painéis possuem uma eficiência média da célula de 22,8% e uma redução do  LCOE (custo nivelado de energia) de 3,5%, reduzindo o custo do sistema em 5,7%.

Durante o lançamento, a BYD destacou que os novos módulos de 665 W são adequados para usinas de grande porte, podendo ser amplamente utilizado em BIPV (sistema fotovoltaico integrado), em instalação vertical e em ambientes com alta umidade, vento e poeira. 

“Este lançamento mostra o quanto a BYD está comprometida em aumentar sua participação no segmento de energia solar em todo o mundo. A empresa, que já é líder em proporcionar soluções para um mundo mais sustentável, investe seu capital para tornar cada vez mais eficiente este ecossistema livre de emissões”, destaca Adalberto Maluf, diretor de marketing e sustentabilidade da BYD.

No Brasil

A empresa recentemente iniciou a comercialização dos módulos monofaciais e bifaciais de 440 W e 530 W no país. Segundo a BYD, ambos os equipamentos são voltados para sistemas de GD (geração distribuída), como, por exemplo,  residências, comércios, indústrias e propriedades rurais.

No segundo semestre de 2020 a empresa registrou o aumento de aproximadamente 40% na comercialização dos painéis fotovoltaicos no Brasil. Como consequência, a BYD abriu um segundo turno em sua fábrica, somando 410 colaboradores atuantes no país.

“Estamos vivenciando uma verdadeira revolução na matriz energética brasileira, num momento em que o país passa por crises energéticas, a BYD vem trazendo soluções acessíveis de geração e armazenamento de energia para a população”, afirma Marcelo Taborda, gerente comercial da BYD. 

Source link