No dia 22 de junho, o Governo Federal lançou o Plano Safra 2021/2022. Neste ciclo, o mesmo ficou mais ecológico, fortalecendo os programas ABC, Inovagro e Proirriga, e abrangeu o financiamento ao desenvolvimento agropecuário sustentável. 

Em meio a este cenário, a BYD e o BNDES/Finame (Agência Especial de Financiamento Industrial) anunciaram uma parceria para auxiliar no cadastro de instaladores e distribuidores que estiverem buscando oportunidades com pequenos, médios e grandes produtores que desejam utilizar a energia renovável em seus negócios. 

“A BYD possui fabricação nacional com todos os módulos incluídos no Finame. Portanto, o Plano Safra é um importante estimulador. O agronegócio, que já é um grande utilizador da energia fotovoltaica no Brasil, certamente crescerá ainda mais”, afirma Adalberto Maluf, diretor de Marketing e Sustentabilidade da BYD.

Leia mais: Plano Safra 2021/2022 vai impulsionar a energia solar

“Estamos impressionados com a velocidade que o BNDES atende as demandas do setor de energias renováveis através do Finame. O agronegócio é um dos principais pilares da economia no Brasil e, ao somarmos a força da geração fotovoltaica junto aos produtores rurais, tenho certeza de que serão colhidos ótimos frutos”, destaca Marcelo Taborda, gerente comercial da BYD.

Segundo a empresa, os agricultores interessados em implementar um sistema gerador de energia solar fotovoltaica podem entrar em contato com um instalador da região e solicitar o financiamento do Finame com os produtos da BYD. 

Source link