A Sunova traz ao Brasil, com lançamento a ser realizado na exposição Intersolar South America, realizada nos dias 18 a 20 de outubro, seus novos módulos de alta eficiência baseados em células de 210 mm tripartidas. A fabricantes vai expor os equipamentos no stand A1.30.

A divisão de células em partes menores é uma estratégia usada pelos fabricantes para aumentar a eficiência dos módulos fotovoltaicos. Módulos half-cell, com células bipartidas, já estão se tornando cada vez mais comuns no mercado. 

A família de módulos HI-KILO, fabricados com células mono-PERC tripartidas, alcança eficiência de até 21,3% com seu módulo de 410 W. No Brasil será comercializado o módulo de 405 W da família HI-KILO, que está inserido na lista de produtos que recebem o benefício ex-tarifário.

Além dos módulos HI-KILO mono-PERC com células tripartidas, a Sunova ainda pretende apresentar na exposição Intersolar seus módulos half-cell mono-PERC com células de 182 mm (com potência até 550 W) e seus módulos bifaciais mono-PERC com células de 210 mm (com potência até 600 W).

A novidade trazida pelos módulos de células tripartidas é o uso da estratégia de fabricação half-cell (que aumenta a eficiência de geração) com terças-partes de células de 210 mm. Isso possibilita a fabricação de módulos de alta eficiência com dimensões menores do que as dos módulos half-cell ou full-cell com células de 210 mm. Módulos de alta eficiência com dimensões reduzidas são ideais para aplicações em telhados.

Nova fábrica 

A Sunova vai inaugurar em breve uma nova unidade fabril, dotada de tecnologia para a fabricação de módulos com células de 182 mm e 210 mm. A fábrica está oficialmente em produção desde meados de setembro. “Estamos muito orgulhosos em anunciar que atualizamos nossa fábrica e lançamos equipamento de produção. A fábrica está equipada com equipamentos líderes internacionais da Autowell, automação XN e SC-SOLAR”, afirmou a empresa em nota.

Tecnologia

A Sunova investe continuamente em P&D (pesquisa e desenvolvimento) para buscar o aumento da eficiência dos módulos fotovoltaicos. Suas principais apostas são o uso de células PERC monocristalinas tripartidas e a tecnologia de células HIT (heterojunção), que a empresa espera comercializar a partir de 2023.

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2021-09-24 08:45:50