Nesta terça-feira (5), o programa RenovaPR (Paraná Energia Rural Renovável) executou o projeto de número 1000. O programa está aberto há dois meses para a realização de projetos de usinas fotovoltaicas e biodigestores.

Os projetos são acatados pelo IDR-PR (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná) e somados representam um investimento de R$ 169,1 milhões. Atualmente, cerca de 460 projetos já estão em instituições financeiras e somam R$ 78,8 milhões.

“Nós possuímos a possibilidade concreta de gerar muita energia no meio rural paranaense, seja por painéis solares ou por biodigestores”, afirma Norberto Ortigara, secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento do PR.

“Temos fontes inesgotáveis de produção renovável e sustentável de energia no Paraná, por isso decidimos estimular a geração no próprio sítio e percebemos, com muita satisfação, que a resposta está sendo bem positiva”, destaca Ortigara.

Além disso, para agilizar o processo de atendimento aos agricultores do estado, o IDR-PR lançou editais de chamadas públicas para a prestação de serviços relacionados à energia solar e ao biogás em ambientes rurais.

Segundo o instituto, cerca de 400 empresas do setor de renováveis já estão homologadas para o atendimento de produtores rurais na implantação dos dois tipos de sistemas proporcionados pelo programa. 

Os produtores interessados em aderir ao RenovaPR precisam ir até à unidade municipal do IDR mais próxima da sua propriedade e optar entre as empresas homologadas ou outra que atenda aos seus objetivos. 

O RenovaPR também possui uma parceria com o Banco do Agricultor Paranaense que proporciona o pagamento integral por parte do estado do Paraná dos juros em projetos contratados até dezembro de 2022. São sujeitos do benefício projetos financiados de até R$ 500 mil para energia solar fotovoltaica e de até R$ 1,5 milhão em biodigestor.

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2021-10-06 12:35:41