No mês de outubro, a Solar Coca-Cola, engarrafadora do sistema Coca-Cola no Brasil, e seus distribuidores autorizados iniciaram a operação das suas duas primeiras usinas solares em distribuidores nas cidades de Barra do Corda (MA) e Palmares (PE).

Nos projetos foram implementados mais de 700 painéis solares de 370 W e 450 W. Ao total, as plantas possuem, juntas, uma potência instalada de aproximadamente 361 kWp.

Segundo as empresas, a energia gerada pelas usinas será utilizada para abastecer sete unidades distribuidoras da empresa localizadas nas cidades Barra do Corda (MA), Barreiras (BA), Cascavel (CE), Iguatu (CE), Maracanaú (CE), Palmares (PE) e Tutóia (MA). 

“Ao longo dos últimos anos, a Solar Coca-Cola tem investido em iniciativas que viabilizem uma matriz energética cada vez mais diversificada e sustentável para a companhia como um todo”, destaca Orlando Fiorenzano, diretor de planejamento integrado e suprimentos da Solar Coca-Cola.

“A ação tocada junto aos distribuidores é mais um passo importante que estamos dando rumo a efetivação desse planejamento que está se estendendo a toda nossa cadeia de produção e distribuição”, explica Fiorenzano.

De acordo com Luciano Gomes, diretor comercial da Solar Coca-Cola, a ideia surgiu para apoiar os distribuidores na aquisição de infraestrutura para o uso de fontes renováveis e sustentáveis nas suas operações. 

“Para isso, organizamos uma espécie de clube de compras, no qual fizemos a ponte entre os distribuidores autorizados e a empresa fornecedora para a aquisição de um pacote de serviços com um valor de mercado mais competitivo”, conta Gomes.

A companhia também está realizando a construção de mais cinco plantas fotovoltaicas nos estados da Bahia, Ceará e Maranhão. O término das instalações está previsto para o primeiro trimestre de 2022.

Leia também: Brasil acrescenta 210 usinas solares por dia ao sistema de compensação

Segundo a Solar Coca-Cola, a previsão é que, em conjunto, as sete usinas solares gerem aos distribuidores autorizados da marca uma economia anual nos gastos com energia de aproximadamente R$ 250 mil.

Além disso, a companhia também está construindo mais duas usinas solares nos estados da Bahia e Mato Grosso, que irão abastecer dez unidades distribuidoras da Solar Coca-Cola. Ao todo, as duas usinas terão uma potência instalada de 450 kWp. 

Projetos sustentáveis Solar Coca-Cola

Além dos projetos realizados em parceria com os distribuidores, a companhia também desenvolveu outras ações sustentáveis nas suas unidades corporativas e fabris. Em 2021, a empresa alcançou a marca de 50% do seu consumo originado de fontes renováveis.

Ademais, a energia consumida pelas fábricas da empresa tem origem no parque eólico projetado em parceria com o grupo Brennand Energia, em Sento Sé, no interior da Bahia. A meta da Solar Coca-Cola é chegar a 100% das unidades abastecidas por meio de fontes renováveis até 2025.

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2021-10-25 17:02:20