A Jinko Solar anunciou novidades para o mercado fotovoltaico. Trata-se do novo Tiger Neo, que possui 620 W de potência, eficiência de conversão ultra-alta de até 22,30% e adota a tecnologia TOPCon tipo N.

“A tecnologia tipo N da Jinko fornece, por exemplo, cerca de 5% a 6% mais eficiência do que o mono PERC e cerca de 3% a 4% mais geração de energia”, disse a fabricante em nota.

Produzidos a partir de wafers de 182 mm, os painéis Tiger Neo apresentam Multi-Busbar (MBB) e design de meio corte para reduzir a perda de resistência interna.

Ademais, a companhia ressaltou que o módulo tem em um coeficiente de temperatura inferior de -0,30% / ℃ em comparação com -0,35% / ℃ para o tipo P, o que o torna mais durável para resistir a ambientes extremos e de alta temperatura.

“O mercado fotovoltaico global está entrando em uma nova era a uma velocidade sem precedentes. A necessidade de abordar diferentes cenários de aplicação de eletricidade e a urgência do governo e de várias indústrias para a transformação de energia elevaram a demanda da solar a um novo nível”, disse Kangping Chen, CEO da Jinko Solar.

“A nova série principal da Tiger Neo foi projetada para atender às necessidades de utilidades em grande escala, geração distribuída industrial e comercial e aplicações residenciais. Por meio das vantagens da tecnologia TOPCon tipo N, os clientes podem investir em sistemas fotovoltaicos mais eficientes, confiáveis ​​e lucrativos”, destacou.

Jinko prevê entregar mais de 1 GW no Brasil

A Jinko anunciou ainda que espera entregar 1 GW em módulos fotovoltaicos no país até o fim deste ano, dos quais aproximadamente 90% para a GD (geração distribuída). O volume representa um crescimento de 100% em comparação com 2020.

Um estudo de mercado da Greener, por exemplo, identificou 427 MWp importados da companhia para atender o segmento de GD no Brasil no primeiro semestre de 2021.

Leia mais: Jinko apresenta painel tipo N com eficiência de 22,18% na Intersolar 2021

Linha de produção de polissilício

A empresa anunciou também que planeja investir RMB 450 milhões em participação na Sichuan Yongxiang Energy Technology, uma subsidiária da Tongwei. O aporte será utilizado para a construção de uma linha de produção de polissilício de alta pureza com capacidade anual de 100 mil toneladas.

“Com esta nova linha de matéria-prima limpa, de alta qualidade e altamente confiável, conseguiremos garantir a confiabilidade de longo prazo de nossa produção de wafer e módulo para os próximos anos”, enfatizou Chen.

“Além disso, também percebemos que o desenvolvimento saudável e sustentável da indústria fotovoltaica depende cada vez mais da profunda cooperação entre os parceiros da cadeia de suprimentos. Aproveitando os principais recursos de produção de polissilício de alta pureza da Tongwei, seremos capazes de atingir plenamente o potencial de nossa produção interna integrada de pastilhas de silício, células e módulos”, concluiu.

Leia mais: Jinko e Aldo fecham acordo de distribuição para 2 GW de potência instalada em GD

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2021-11-09 14:53:18