Comfrio e GLP inauguram usina solar em galpão logístico em São Paulo

A usina responderá pela geração de, em média, 236,8 MWh por ano. Foto: Divulgação

A Comfrio, especializada em soluções logísticas da América Latina para a cadeia de alimentos e do agronegócio, e a GLP, gestora de investimentos em real estate, infraestrutura, logística e tecnologias, inaugurararam uma usina solar com 204,7 kW de potência instalada.

A planta fotovoltaica foi instalada no telhado do CD (Centro de Distribuição) operado pela Comfrio em Guarulhos. O empreendimento produzirá energia para operações logísticas de empresas atuantes no setor de alimentos.

A usina responderá pela geração de, em média, 236,8 MWh por ano. Para a construção da usina foram usados módulos fotovoltaicos mono perc Longi 445 Wp e inversores Sungrow (1 SG110CXV e 1 SG50CX-WiFi).

“Com a nova usina, contribuímos para a maior sustentabilidade da indústria alimentícia, ao mesmo tempo em que comprovamos que nossa missão vai além de cuidar do alimento do Brasil e se estende a iniciativas de impacto positivo no meio ambiente”, diz Sidney Catania, CEO da Comfrio.

O parque também adota soluções para menor consumo de recursos naturais, que reduzem em até 60% a demanda por energia elétrica e água.  Segundo Mauro Dias, presidente da GLP no Brasil, a geração de energia solar em parceria com locatários dos galpões é uma ação que beneficia empresas, seus clientes e a sociedade como um todo. “Dois dos principais compromissos da GLP são: oferecer soluções para que os nossos clientes atinjam seus objetivos de eficiência logística e contribuir de maneira positiva nas comunidades onde operamos”, comenta.

“A usina fotovoltaica do GLP Guarulhos I, a segunda em um parque da GLP no país, é um exemplo de solução que combina ambos os compromissos”, completa. Globalmente, a GLP tem 2,4 milhões de m² de painéis solares instalados nas coberturas dos seus empreendimentos, que produzem mais de 224 MW.

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2021-12-10 12:47:32