Risen lança módulo com estrutura de liga de aço de alta resistência

Aplicação da estrutura de liga de aço é um passo importante nos esforços da companhia. Foto: reprodução

A Risen Energy anunciou o lançamento de um módulo fotovoltaico – com estrutura de liga de aço de alta resistência – para mitigar a pegada de carbono inerente do alumínio.

“Tal estrutura parece, para todos os efeitos práticos, a mesma que a feita de alumínio, mas tem desempenho superior em resistência à corrosão e às intempéries devido ao uso de revestimento de zinco-alumínio-magnésio, bem como tecnologia de tratamento de superfície exclusiva da Risen”, disse a empresa em nota.

Ademais, a fabricante destacou também que a aplicação da estrutura de liga de aço é um passo importante nos esforços contínuos da companhia para facilitar a otimização e transformação do nível da indústria e ao objetivo de atingir a neutralidade de carbono.

“A poluição ambiental e as emissões de dióxido de carbono afetam a todos nós. Simplesmente não é bom o suficiente para nós proclamarmos que estamos causando um impacto na redução desses elementos, fornecendo e usando módulos fotovoltaicos. Devemos fazer mais. Mudar para este painel construído exclusivamente é um passo na direção certa”, ressaltou Luke Sun, presidente da Risen.

Leia mais: Risen lança módulos de alta potência e banco de baterias

Aço x alumínio

Segundo a Risen, o processamento de aço supera em muito o equivalente de alumínio eletrolítico em termos de emissão de carbono e redução do consumo de energia.

“Por exemplo: 13.500 kWh de energia térmica são necessários para produzir uma tonelada de alumínio, equivalente a 11,2 toneladas de dióxido de carbono (CO2). Da mesma forma, 4.500 kWh de energia e 1,8 toneladas de CO2 correspondentes são necessários para produzir uma tonelada de aço”, afirmou a empresa.

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2021-12-27 12:51:29