Solar gera economia de R$ 8 mil para escola em Fortaleza

A planta fotovoltaica tem uma geração média de 9,5 MWh. Foto: divulgação

A energia solar está cada vez sendo escolhida por instituições de ensino no Brasil para gerar economia e sustentabilidade. No Rio Grande do Sul, por exemplo, 15 escolas técnicas agrícolas irão instalar usinas fotovoltaicas.

Já no Rio Grande do Norte, o governo assinou, no final de dezembro, dois termos de cooperação com a Neoenergia-Cosern para viabilizar a instalação de placas solares em todas as 620 escolas que compõem a rede estadual de ensino.

Fortaleza (CE) também não ficou de fora. O Centro Educacional Pedagógico Eça de Queirós, localizado na região, está obtendo uma economia de R$ 8 mil com a instalação de um sistema fotovoltaico de 75 kWp.

O sistema fotovoltaico possui 168 módulos da Risen Energy. Foto: divulgação

O sistema fotovoltaico possui 168 módulos da Risen Energy. Foto: divulgação

Segundo André Lessa, sócio da Suntech, empresa responsável pela implementação da usina, foram utilizados 168 módulos de 445 W da Risen Energy e um inversor WEG de 60 kW.

A planta está em operação desde julho de 2021 e tem uma geração média de 9,5 MWh. Para a construção do empreendimento, Lessa destacou a importância da qualificação profissional – fundamental para a companhia conseguir entregar o resultado esperado para o cliente.

“Os cursos do Canal Solar, por exemplo, nos ajudaram muito. Fizemos o de usinas, de aterramento e mercado e regulação. Os mesmos foram essenciais para a preparação da equipe de engenharia”, ressaltou o executivo.

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2022-01-07 14:00:38