PHB lança controlador de energia inteligente para usinas de até 3,3 MWca

O SEC1000 ainda pode ajustar automaticamente a potência ativa e outros parâmetros da usina fotovoltaica. Foto: PHB/Divulgação

A PHB lançou nesta segunda-feira (17) o SEC1000, um controlador de energia inteligente que, ao ser combinado com os inversores fotovoltaicos da PHB, tem a capacidade de coletar e analisar dados em tempo real.

Composto por um medidor trifásico e um painel de controle, o SEC1000 pode ser conectado ao portal de monitoramento para controlar e gerenciar o desempenho dos inversores em usinas com potência de até 3,3 MWca e 60 inversores.

O controlador ainda pode ajustar automaticamente a potência ativa e outros parâmetros da usina fotovoltaica, distribuindo e alocando os recursos do sistema de maneira eficiente.

O SEC1000 é direcionado, principalmente, para clientes do Ambiente de Contratação Livre (ACL), o Mercado Livre de energia solar fotovoltaica, que querem se tornar autoprodutores de energia.

Com o controlador de energia inteligente, é possível acompanhar a curva de geração juntamente com a curva de carga (na imagem abaixo) – funcionalidade exclusiva do produto. Assim, o cliente pode acompanhar o seu consumo otimizando o gasto energético e evitando ultrapassagens de demanda.

Tabela de potência do controlador de energia SEC1000 PHB

Principais aplicações do SEC1000: 

  • Zero Export;
  • Limitação de potência no padrão de entrada;
  • Ajuste do fator de potência do sistema.

Medidores PHB120T e CT-90

Os outros dois lançamentos da PHB são os medidores PHB120T e CT-90, que também operam com os inversores da fabricante e atuam permitindo que a potência injetada na rede concessionária seja limitada.

PHB120T serve para sistemas trifásicos de até 60 kWca, enquanto o CT-90 é destinado a sistemas monofásicos de até 8,5 kWca. 

Os medidores são destinados a clientes que desejam adquirir um sistema fotovoltaico e encontram-se limitados pelo padrão de entrada de energia, seja para evitar gastos de adequação de medição ou reduzir o tempo de projeto.

Os medidores permitem configurar a potência do sistema para que ele gere energia para alimentar as cargas, exportando um valor determinado para a concessionária. Caso, em algum momento, a carga seja baixa e a produção seja elevada, o inversor limita a potência para que não ultrapasse uma corrente pré-determinada. 

Os três produtos já estão disponíveis na plataforma de vendas da PHB.

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2022-01-17 10:05:38