Raízen investe R$ 10 mi em startup de mobilidade elétrica

Foto: Tupinambá/Divulgação

A empresa Raízen, em parceria com a Plataforma Capital, aportou R$ 10 milhões na startup Tupinambá Energia. 

Segundo as empresas, a ideia do investimento surgiu a partir do propósito de agilizar o desenvolvimento da rede de recarga no país, potencializando o software e o aplicativo criados pela Tupinambá. 

“Em meio a uma forte e necessária discussão sobre inovação e tecnologia, a chave do sucesso da Tupinambá é focar nossa solução na experiência do dono de carro elétrico. Para isso, não medimos esforços e atendemos no modelo ponta-a-ponta ajudando o parceiro em todas as etapas do processo de adoção de Mobilidade Elétrica. A parceria com a Raízen e a Plataforma Capital vem justamente para avançarmos ainda mais na construção de uma experiência única para os nossos clientes”, aponta Davi Bertoncello, CEO da Tupinambá. 

A Tupinambá, criada em 2019, é especializada em desenvolvimento de soluções de recarga elétrica veicular no Brasil. Operando com infraestrutura de eletro-abastecimento, a beneficiada possui uma plataforma digital integrada a uma rede de eletropostos.

Dessa forma, a parceria entre a Raízen e a startup oferecerá soluções ao mercado de maneira conjunta. Em análise estratégica, existe a possibilidade da companhia converter seu investimento e tornar-se sócia da Tupinambá.

Segundo a Raízen, a parceria com a startup traz vantagem à empresa, uma vez que tal acordo garante acelerar a estratégia de crescimento em renováveis e complementar e integrar seu portfólio em eletromobilidade. 

Além de apresentar soluções de abastecimento para frotas de empresas e o fornecimento de energia renovável, está incluso o desenvolvimento de uma ampla rede de recarga com o programa Shell Recharge, anunciado no final de 2021, como ferramenta.

A empresa acredita firmemente no crescimento e na plataforma. “A sinergia dos nossos negócios contará com nosso know-how e o suporte das nossas Unidades de Negócio, para que possam crescer de maneira sustentável e escalar rapidamente, transformando a mobilidade elétrica no Brasil”, enfatiza Frederico Saliba, vice-presidente de Energia e Renováveis da Raízen.

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2022-02-07 14:54:12