Polícia Civil desmantela quadrilha que roubava painéis solares

Prejuízo causado pelo grupo ultrapassa os R$ 3 milhões. Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Goiás deflagrou, nesta segunda-feira (16), a Operação Pôr do Sol, com o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada no roubo e venda de equipamentos e painéis de energia solar.

A ação contou com o apoio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (DECAR), do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Rio Verde e da Polícia Rodoviária Federal (PRF). 

De acordo com a Polícia Civil, os criminosos teriam sido responsáveis pelo roubo de cinco carregamentos de placas solares, sendo dois ocorridos em São Paulo, dois em Minas Gerais e um no Maranhão. 

As investigações mostraram que o núcleo criminoso ficava em Goiás. Sete pessoas foram presas, sendo seis em Abadia de Goiás e uma em Rio Verde. Duas armas de fogo foram apreendidas e grande parte das cargas subtraídas foram recuperadas.

Segundo o delegado da DECAR, responsável pela investigação, Alexandre Bruno, alguns dos presos possuem vinculação com facções criminosas, ocupando a função de “cobradores” da organização. 

“Um deles, era comerciante em Rio Verde, e se utilizava de um galpão com uma placa com inscrições falsas de uma conhecida igreja evangélica para maquiar o esquema de compra e venda de placas solares, cuja origem é ilícita”, afirma o delegado.

A polícia também apreendeu um dos caminhões utilizado no transporte das cargas roubadas, que totalizam um prejuízo de mais de R$ 3 milhões. Com a prisão dos criminosos, a operação deflagrada trabalhará agora para identificar se existem mais envolvidos no esquema. 

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2022-05-17 07:00:52