ANEEL libera operação e testes de UFVs no Nordeste

Linha de transmissão na UFV Luzia 3, na Paraíba. Foto: ANEEL

Em menos de uma semana, a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) autorizou o inicio da operação de uma nova de usina de energia solar no estado do Ceará e também liberou para testes uma nova planta fotovoltaica na Paraíba

No dia 2 de junho, a Agência autorizou o funcionamento das unidades geradoras UG1 a UG12, da UFV Flor de Mandacaru, município de Icapuí (CE).

A usina foi instalada pela empresa Aliança Energia, em parceria com a Alsol Energias Renováveis, na área do Complexo Eólico Santo Inácio, totalizando 1,03 MW. A Aliança é uma empresa constituída pela Cemig (45%) e pela Vale (55%).

Seis dias antes, em 27 de maio, a ANEEL já havia liberado o início de testes da Usina Solar Fotovoltaica Luzia 3, em Santa Luzia (PB). O empreendimento iniciará os testes com antecipação de 17 meses em relação a sua obrigação outorgada. 

O complexo Luzia, formado pelas UFV Luzia 2 e Luzia 3, terá quase 120 MW de capacidade instalada, quando concluído e é o primeiro a iniciar os testes no município de Santa Luzia. Na cidade, existem 15 empreendimento outorgados pela ANEEL, que totalizam mais de 750 MW de capacidade instalada.

Usinas renováveis 

Além do anuncio relacionado as novas duas usinas de energia solar, a ANEEL também liberou para testes a operação comercial das unidades geradoras UG1 e UG2, da PCH (Pequenas Centrais Hidrelétricas) Machado Mineiro, somando 1,72 MW. A usina da Cemig está instalada entre os municípios de Águas Vermelhas e São João do Paraíso (MG).

Além dela, a autarquia também liberou a operação das unidades geradoras UG1 a UG4, da usina eólica Ventos de São Bernardo, no município de Ouricuri (PE), somando 17,6 MW; e das unidades geradoras UG1 a UG6, de 3,465 MW cada, da usina eólica Jandaíra IV, localizada em cidade de mesmo nome, no Rio Grande do Norte.

 

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2022-06-06 09:17:51