Interesse de estados e municípios por solar cresce 30% no Brasil

Boa Vista tem o primeiro Teatro Municipal do Brasil abastecido 100% com energia solar. Foto: PMBV

A implementação de usinas solares para geração de energia elétrica em imóveis de responsabilidade do Poder Público tem sido cada vez mais frequentes nas gestões estaduais e municipais de diversas regiões do Brasil. 

Segundo dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), mais de 22,7 MW de potência foram instalados somente no primeiro semestre do ano – uma alta de 30% na comparação com os 16,1 MW registrados no mesmo período de 2021.

Em Pernambuco, por exemplo, o Governo do Estado lançou, há menos de um mês, por meio do PPPE (Programa de Parcerias Estratégicas), um edital de licitação para a construção, operação e manutenção de uma nova usina de geração solar.

No Sul do país, a Câmara Municipal de Porto Alegre (RS) analisa um Projeto de Lei que obriga a instalação de painéis solares em prédios públicos da cidade. A proposta está em processo de tramitação na Casa, tendo sido aberta em 16 de junho de 2021. 

A Câmara de Vereadores de São José do Rio Preto (SP), por sua vez, já conta com um projeto com essas características aprovado. Na localidade, a instalação de energia solar em prédios públicos é um item obrigatório por parte do Poder Público municipal. 

Mais indicadores

Entre os estados brasileiros, os dados da ANEEL indicaram que Minas Gerais é a região que mais utiliza, até o momento, a energia solar em imóveis públicos, com 13,2 MW de potência e 484 sistemas fotovoltaicos instalados desde o início da contabilização dos dados da Agência, em 2012. 

Entre municípios, o destaque fica por conta da Prefeitura de Boa Vista (RR), que aposta na fonte solar desde 2017.  Por ano, a administração economiza cerca de R$ 5 milhões com os investimentos no Teatro Municipal, no Mini Terminal Luiz Canuto Chaves, no Mercado Municipal São Francisco e no estacionamento da Secretaria de Serviços Públicos. 

Além do alívio para o orçamento, a instalação de sistemas fotovoltaicos em imóveis do Poder Público também garante outros benefícios para estados e municípios, como uma maior previsibilidade de custos, um melhor desenvolvimento econômico e a promoção de mais emprego e renda para a população.

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2022-07-14 09:01:12