ONS registra seis recordes em geração de energia solar e eólica

Entre os principais resultados está o da geração fotovoltaica no subsistema da região Nordeste e no SIN. Foto: Divulgação

O ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) registrou no último fim de semana, dias 23 e 24 de julho, seis novos recordes da geração de energia solar e eólica no Brasil. 

Entre os resultados está a geração de energia solar no subsistema da região Nordeste, que, no sábado (23), atingiu a marca de 1.118 MW em geração média. 

Trata-se de um volume que representa cerca de 10,3% da demanda regional. O recorde anterior era de 1.086 MW, no dia 20 de julho. 

Em geração instantânea, o marco do subsistema foi de 3.107 MW, às 10h33 do último sábado, contra 2.985 MW no dia 20. Essa geração representa 31% da demanda regional. 

Além do subsistema nordestino, outros recordes de energia solar foram contabilizados no SIN (Sistema Interligado Nacional), que apresentou um pico de geração instantânea de 4.194 MW, às 11h56 do último sábado.

Esse registro representou 6,9% da demanda de todo o SIN. O recorde anterior registrado no último dia 20 deste mês, foi de 4.046. 

Em geração média, o SIN ultrapassou os 1.451MW de 20 de julho, chegando a 1.484 MW, o que representou 2,3% da demanda de energia solar do sistema. ​

Energia eólica

No domingo (24), o ONS registrou o primeiro recorde do ano de geração média de energia eólica no subsistema do Nordeste, onde foram computados 12.494 MW, contra 11.907 MW do último recorde, em 6 de agosto de 2021.

“Os registros de geração eólica ao longo do fim de semana representam mais de 120% da demanda do Nordeste. Em geração de energia instantânea, houve no domingo, o pico de 14.473 MW, às 22h12. O recorde anterior era de 14.167 MW, no dia 8 de julho deste ano”, destaca o ONS.

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2022-07-27 09:13:24