AmaraNZero traz perspectivas do agronegócio para o integrador

Thiago Mingareli, gerente técnico do grupo AmaraNZero. Foto: Divulgação

Inovações e perspectivas para o integrador solar dentro do agronegócio foi o tema destaque do Fórum GD Região Centro Oeste, realizado na cidade de Caiçara, Campo Grande (MS). O evento contou com a presença de diversas empresas do setor solar, entre elas a AmaraNZero.

O fórum, que teve três dias de duração, explorou as perspectivas da micro e minigeração distribuída no Brasil, os novos cenários e as novas oportunidades de negócios, além de destacar as tendências de vendas, os cuidados com projetos e os desafios da cadeia fotovoltaica com a entrada da Lei 14.300 a partir de janeiro de 2023.

Para Thiago Mingareli, gerente técnico do grupo AmaraNZero, que participou do bloco de negócios e oportunidades, a entrada do integrador no mercado agro é um investimento no futuro do solar no Brasil.

“A ideia é tentar trazer soluções que enxergamos que vão agregar valor na vida do integrador, como levar energia em para lugares remotos onde a distribuição é precária, entender os impactos e as mudanças que podem surgir no setor financeiro com a Lei 14.300 no início do ano que vem”, comentou Mingareli.

A distribuidora fechou sua participação no fórum com a presença do diretor comercial da empresa, Felipe Cunha, que discutiu sobre o pós-venda ao integrador e como as distribuidoras podem minimizar o impacto ao consumidor final.

“Destacamos as vantagens de se trabalhar com fabricantes Tier One, e qual a importância de se ter fornecedores com suporte técnico aqui no Brasil, é uma ampliação de apoio em projetos quando precisamos”, destacou o diretor.

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2022-08-12 15:16:34