A BBCE, plataforma de negociação de energia, informou que desde julho registra um aumento nas transações de curto prazo, o que indica uma reversão da tendência de alongamento de contratos operados no primeiro semestre de 2023.

Dos 25.634 GWh negociados em agosto, 76% das operações foram fechadas com ativos de curto prazo. As transações de energia em agosto representaram uma alta de 23,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Desde outubro do ano passado, o PLD (Preço de Liquidação das Diferenças) está no patamar mínimo em função da boa hidrologia e dos níveis de armazenamento dos reservatórios que estão acima de 70% em todos os quatro submercados energéticos, de acordo com o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico).

Segundo a BBCE, o PLD no piso manteve o volume financeiro movimentado abaixo dos patamares de 2022. Foram movimentados R$ 2,2 bilhões, retração de 12,8% em relação a agosto de 2022, porém uma alta de 26,8% em relação a julho deste ano.

A redução de 64,8% no volume de contratos fechados (1.772) em agosto, em relação a 2022, mostra também que estão sendo negociados grandes volumes concentrados em poucas operações. O perfil de operações resultou em tíquete médio (que é o valor médio da energia transacionada em cada operação) de 14,5 GWh.

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2023-09-11 16:00:06