Matriz elétrica brasileira tem expansão de 2,6 GW no 1º trimestre de 2024

O resultado do primeiro trimestre está em linha com a previsão de crescimento da geração de energia elétrica calculada pela ANEEL para 2024. Foto: Freepik

A matriz elétrica brasileira teve uma expansão de 2,6 GW de potência instalada no 1º trimestre de 2024, segundo dados da ANEEL.

Ao todo,  o país registrou 105 novas usinas no período.

Segundo a Agência, o resultado do primeiro trimestre está em linha com a previsão de crescimento da geração de energia elétrica para 2024,  que deverá ser de 10,1 GW até o fim deste ano.

Se concretizado, este será o segundo maior avanço anual já verificado pela Agência desde sua criação em 1997 – ficando atrás apenas do crescimento de 10,3 GW em 2023.

Energia solar é destaque no balanço

Comparado ao primeiro trimestre de 2023, os três primeiros meses deste ano apresentaram ascensão de 1.335,56 MW de potência instalada com 36 usinas dando início às operações.

Segundo levantamento realizado pelo Canal Solar, com base nos dados da ANEEL, o primeiro trimestre do ano passado registrou o início das operações de 24 usinas solares que, juntas, somaram 919,36 MW de potência instalada.

No mês de março deste ano a energia solar também foi destaque, com 13 usinas solares de 544,22 MW total, dentre as 41 usinas que darão início às operações, ultrapassando a eólica, que apesar de ter contabilizado 25 usinas, registrou apenas 316,30 MW.

Além dessas, também começaram a operar no mês passado uma usina termelétrica (26 MW) e duas pequenas centrais hidrelétricas (19,75 MW).


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

 

Publicado Originalmente no Canal Solar em 2024-04-16 14:48:45